Girassol: Uma opção viável e com renda em ano de La Niña.



Em um ano de La Niña em que a muitos problemas com as faltas de chuvas e temperaturas elevadas, vem se destacando o cultivo do girassol, uma planta que necessita de uma quantidade média de 400 a 450mm de chuva durante o seu ciclo, sendo umas das culturas que menos necessita de água.

Conforme reportagem do canal rural publicada no dia 10/12/2020. “O fenômeno La Niña deverá prosseguir até o mês de abril, mas seus efeitos na atmosfera serão vistos até a metade de 2021, especialmente no Norte e Nordeste, que receberão chuva acima da média”

Dessa forma o girassol vem sendo umas das alternativas de cultivo para safrinha pelo fato de seu baixo custo de implantação, sendo em média de 10 a 12 sacas por hectare, podendo alcançar um rendimento entre 1.200 a 1.800 Kg/ha no período de safrinha, sendo um produto com garantia de comercialização para o mercado de farelo e óleo. Também deve ser considerado os preços atrativos para a venda, assim visando aumentar a lucratividade em um ano de muitas incertezas, o girassol safrinha vem tomando um grande espaço nos campos do Rio Grande do Sul.



Opção esta que levou a fazenda SN AGRI (Paulo e Paulo Miguel Nedel) apostar na implantação do girassol em áreas pós trigo aproveitando a janela de plantio. Sendo as primeiras áreas implantadas no dia 02 de dezembro de 2020 nas cidades de Giruá e São Borja/ RS. Com intuito de concluir a segunda etapa após a colheita do milho em janeiro de 2021 dentro das recomendações da Celena que se estende até 05/02/2021.

O departamento técnico comercial Celena Alimentos está com sua equipe qualificada para prestar maiores informações sobre o cultivo do girassol assim garantindo a assistência técnica do plantio até a colheita.


Detec Celena Alimentos S/A

Darlei da Silva Corrêa

Fabio Barbian Grégori Vinicius Rolser Corrêa