SAFRA CANOLA 2021

Iniciou-se nesta segunda quinzena do mês de agosto às primeiras colheitas da cultura da canola neste ano de 2021, consideradas áreas precoces, pela escolha do produtor rural que optou em fazer o planejamento de cultivo do milho pós-colheita da canola. Considerando os efeitos climáticos acontecidos durante este inverno como prejudiciais a produtividade da canola sendo estes a geada e a estiagem, que incapacitou a cultura de exponenciar o seu maior potencial produtivo. Mas para o produtor é uma opção interessante financeiramente e como benefícios na rotação de culturas, pois aproveita a época em que o produtor deixaria a área em pousio ou o uso de forrageiras para eliminar e plantar o milho na época desejada, o produtor tem a opção de trabalha a cultura que rentabilize neste tempo com tecnologia hibrida entregando potencial produtivo, lucro e precocidade. Em relação a qualidade de grãos é diretamente ligada a estes eventos climáticos ocorridos em período de desenvolvimento fenológico que a canola precoce apresenta durante eles. Na maioria das vezes no momento do enchimento dos grãos, assim afetando esses grãos da primeira época de colheita. Estima-se que das áreas consideradas precoces 80% apresentam alguns sintomas de danos nestes grãos, nas demais áreas de canola de época normal apresentam potenciais e qualidades de boas expectativas pois a canola ainda se apresenta em pleno desenvolvimento neste início da quinzena de setembro.



Imagem 1: grãos afetados pela geada e pela seca.


Carlos Moss

Departamento Técnico – Celena Alimentos